segunda-feira, 31 de dezembro de 2018

PARQUE GATORLAND, SUPERMERCADO BRASILEIRO EM ORLANDO E FELIZ ANO NOVO


Boa tarde amigos,


Crocodilo mau encarado visto do meu celular

no Parque Gatorland.
° Parte do mundo já está comemorando o ano novo. Não sei se essa geração da terra tem muito a comemorar. Mas comemorar é uma das manias do ser humano, essencial para a sua sobrevivência nesse mundo inóspito. Como a fé e a esperança é uma dupla infalível para dar força e sentido à vida, vamos lá abrir o costumeiro champagne (espumante ou cidra, conforme o poder do bolso), ir para algum lugar de preferência cheio de gente, de luzes e de música, para  dividir o ritual e esperar amanhecer. O amanhecer de um novo ano que sempre se espera melhor do o que vai embora, imortalizado no repetido “Adeus Ano Velho”;   “Feliz Ano Novo”.  


° Se você estiver com saudade de consumir “coisas nossas”, isto é, dos produtos e marcas  da nossa cultura brasileira e estiver em Orlando, na Flórida, vá ao supermercado Seabra Foods, onde vai encontrar  todos os tipos de cortes de carne bovina, incluindo picanha, segundo nosso jeito e nomes, panetone da Bauducco (que considero um dos melhores do mundo, ao lado dos italianos e franceses), café pilão, guaraná, palmito (ah! Por aqui não se vê, nem se tem costume de comer), mamão (outra coisa difícil de se achar), massa de pastel, pão de queijo do Forno de Minas, sabonete “protex”, feijão e arroz “broto legal”,  goiabada cascão,  queijo padrão da “Tirolez”,  Bis, e.........(suspense), pão francês, fresquinho, para matar a saudade do pão na chapa com pingado, o café da manhã tradicional do paulistano.


Do meu celular, fachada do Supermercado especializado em

produtos brasileiros.
Visite e se esbalde, se estiver enjoado dos molhos e temperos americanos e mexicanos normalmente apimentados pra caramba. O supermercado fica no 5571 da International Dr.  


° Crocodilos de todos os tamanhos é a maior atração do Parque denominado GATORLAND, uma das opções de passeio em Orlando. Fundado em 1.949 por Owen Godwin, numa imensa área rural, com total segurança, o turista caminha por trilhas fechadas acompanhando várias atrações, dentre as quais tartaruga gigante, pássaros, gato selvagem e, claro, um sem número de crocodilos, acompanhando os heróis que se aproximam deles e os alimentam. Há ainda possibilidade das crianças e adultos carregar um pequeno crocodilo, ou tirar foto enrolado numa “terrível”  cobra. 

Olha aí o pãozinho francês que o Supermercado oferece aos

brasileiros como nós. Foto do meu celular.

O parque tem espaço para descanso e fornecimento de alimentação e venda de produtos e fica no 14501 S. Orange Blossom Tr. Orlando.





Até 2.019, queridos amigos.



                                                        


sexta-feira, 28 de dezembro de 2018

MUSEU DE OSTEOLOGIA EM ORLANDO E MORTE DE MIÚCHA


Amigos,

A cantora e pianista Miúcha, irmã de Chico Buarque de Ho-

landa, falecida ontem no Rio de Janeiro. Imagem empres-

tada de Blog do Arcanjo.
O Skeletons Museum of Osteology, com endereço no 8441 da Internacional Drive, Ste 250, em Orlando, Flórida,  e funciona todos os dias do ano entre 10 e 22 horas, é um excelente e instrutivo programa para os baixinhos de todas as idades e os adultos que já esqueceram ou não estudaram os animais e suas estruturas. Museu de História Natural especializado em osteologia, a visita permite a visão e o entendimento das várias estruturas ósseas dos animais, incluindo o homem, que, a exemplo, das aves, dos peixes, dos mamíferos em geral, é um animal vertebrado, isto é, que possui crânio e coluna vertebral internos que servem de sustentáculo aos órgãos e tecidos, ao contrário dos invertebrados (lombrigas, formigas, baratas, escorpiões, carrapatos, lacraias, borboleta e uma infinidade de outros), dos quais, inclusive, provêm os vertebrados como nós. Por 12,50 dólares a visita compensa e ilustra. Se puder, veja.

Crânio de elefante no Museu de Osteologia.

Imagem do meu celular.
Inesquecível para mim a interpretação de Miúcha, a mais delicada e marcante que ouvi do clássico “Pela Luz dos Olhos Seus”. A irmã mais velha do compositor Chico Buarque de Holanda e ex-esposa de um dos criadores mais ilustres da bossa-nova, João Gilberto nos deixou ontem, aos 81 anos. Sua voz peculiar, assim como outras marcantes, ainda vai soar nos meus ouvidos, enquanto for vivo e tiver ouvidos. /Quando a luz dos olhos meus/E a luz dos olhos teus resolvem se encontrar/ Ai que bom que isso é, meu Deus/Que frio que me dá o encontro desse olhar/Mas se a luz dos olhos teus resiste aos olhos meus só pra me provocar/ Meu amor juro por Deus Me sinto incendiar/ Meu amor, juro por Deus que a luz dos olhos meus Já não pode esperar/Quero a luz dos olhos meus na luz dos olhos teus sem mais la ra, ra ra/Pela luz dos olhos teus eu acho, meu amor, que só se pode achar/Que a luz dos olhos meus precisa se casar.


Crânios humanos das várias raças existentes. Imagem do meu

celular.
Passeando pelo condomínio de casas onde me escondo aqui em Orlando, dou de cara com uma área onde casas estão em construção. O curioso é que não encontrei viva alma trabalhando. Era segundona, três da tarde aqui. Pensei cá comigo: A que horas essa gente trabalha? Tá certo que quase tudo vem pré-moldado num tal de encaixar aqui,colar ali, grudar acolá, e pronto. Como se fosse um daqueles grandes gigantes de Lego.


Os porto-riquenhos constituem grande parte da mão de obra que se vê aqui pelos Estados Unidos. Explica-se: o pequeno país fica a pouco mais de duas horas do Estado da Flórida, Sul do continente norte-americano e eles são considerados, de certa forma,  cidadãos americanos, pelo que independem de visto para transitar por aqui, arrumar trabalho, etc. 
Diversamente do que ocorre com os demais esqueletos, que 

o Museu garante a originalidade, aqui está montado o es--

queleto do lendário "centauro", uma homenagem à mitolo
gia grega. Foto do meu celular.
O maior contingente de porto-riquenhos se situa em três estados estratégicos do país de Trump: Flórida, New York e Texas. Localizado no nordeste do Mar do  Caribe, é oficialmente Estado Livre Associado, território não incorporado ainda aos Estados Unidos. As línguas oficiais são o castelhano e o inglês e a moeda, o dólar americano. Em 2.017, um referendo realizado no país que não tem personalidade jurídica definida, deliberou se tornar o 51º estado americano. No entanto, até o momento Washington não se pronunciou a respeito do assunto e há muita reclamação do Presidente Trump acerca do ônus que representa assumir o encargo com o país, mergulhado em dívidas.




quarta-feira, 26 de dezembro de 2018

RESORTS DA DISNEY - PROGRAMA BOM E BARATO


Bom dia amigos,

Uma das encantadas casas de bolacha no salão
principal do Hotel Resort Grand Floridian.
Foto do meu celular.
A gasolina hoje está custando aqui nos States, em postos mais baratos, U$2,10 o galão. Considerando que o galão equivale a 3,8 litros, paga-se por aqui pouco mais de U$0,55 dólares o litro, o que, multiplicado, vá lá,por R$4,00 redondos, resulta em R$2,20 por litro, ou seja, a metade do que se paga hoje no Brasil, pelo produto.


Combustíveis à parte, vou sugerir para quem vem ou pretende vir a Orlando, um programa alternativo   barato: um circuito de visita aos hotéis que ficam dentro da Disney. Não, não é preciso hospedar-se em qualquer deles, cujas diárias custam, em média, a partir de U$300,00.
Falo em visitá-los, aproveitando o encanto das instalações comuns, das lojas, dos restaurantes, da paisagem e das atrações que são abertas para todo mundo que pretende conhecer e apreciar esses espaços.
Se você estiver de automóvel, poderá utilizar o estacionamento do primeiro hotel, o Contemporary Resort, sem qualquer custo, na área para visitantes.

Escultura no centro do salão principal do Poly

nesian Hotel Resort. Foto do meu celular.

Dali você pode visitar o hotel e em seguida, utilizando o sistema conjugado de monorail, se dirigir aos outros dois: o Polynesian Hotel e o Grand Floridian.
São todos resorts, equipadíssimos, de bom gosto, com diversas lojas, restaurantes, parques e cenários encantadores e atrações gratuitas.










Mais outra encantadora casa de bolacha de gen-

gibre no Grand Floridian. Foto do meu celular
Todos eles, dada a proximidade com os parques da Disney, possuem visão privilegiada de algumas atrações do Epcot Center e especialmente do Magic Kindon, de onde todos os dias, às 22,00 horas, se pode acompanhar o espetáculo de fogos de artifícios do famoso castelo, símbolo-mór da cidade dos sonhos.




Nessa época de Natal, as decorações oferecem um espetáculo à parte, imperdível para os pequenos e grandes. E é só sacar o celular e se juntar a esse mundo de sonhos, se integrando a ele.


Vista do hotel Contemporany Resort, do castelo iluminado

do Magic Kindon. Foto do meu celular.

Um programa que deve ser feito à noite, por causa das luzes e cores e o show do castelo da Branca de Neve e da Sininho que coroa o passeio e garante a noite de magia que só a tecnologia americana é capaz de assegurar.

Até mais amigos.












                                                             


terça-feira, 25 de dezembro de 2018

O SHOW NATALINO DE ROBERTO CARLOS VERSÃO 2018


Bom dia de Natal aos amigos:

Roberto Carlos distribuindo flores no final do show. Ao la

do, a atriz Marina Ruy Barbosa, emocionada durante a -
apresentação com o Rei. Foto de Amazonas 1.

Vi, pela Globo-Play, o show natalino anual de Roberto Carlos. Nenhuma novidade em relação aos anos anteriores. A ansiedade com que os fãs esperam esse reencontro anual pode ser explicada, acredito, apenas pela expectativa de revisitar o velho ídolo e uma trilha sonora manjada,  que já fez e faz parte da nossa vida, tenhamos a idade que tivermos, tamanha a popularidade que essas canções ganharam no tempo, ao se associarem aos fatos e acontecimentos gerais ou particulares de cada um.  O palco é quase sempre o mesmo: Roberto a maior parte sozinho, falando das virtudes do amor e da paz, agradecendo a Deus,  à vida e aos fãs, fazendo uma ou outra piadinha sobre a velhice e falando da emoção do presente, do momento, um momento perpetuado na tocante Emoções  (eu hoje estou aqui/vivendo esse momento lindo). Com ele, no centro do picadeiro, o maestro, a orquestra, os músicos,  o coral,  que adivinham até o pensamento do Mestre e seus eventuais falsetes improvisados, se eles vierem.  Mas desta vez não teve Emoções. Nem música nova alguma. Como Dois e Dois; Eu Te Proponho; Se Você Pensa, Lady Laura, e algumas  compartilhadas com os convidados Alejandro Sanz, o carismático Michel Teló e seu acordeon, Zizi Possi e a musa Marina Ruy Barbosa, que esteve na plateia acompanhada do marido, depois que participou do programa bastante emocionada,-  cantando e até dançando com o Rei. Noveleiro confesso e admirador do trabalho da ruivinha, que está em alta na dramaturgia, Roberto até deu uma "palhinha" do Negro Gato, para falar e  dar uma forcinha ao Sétimo Guardião, novela das 9, que não anda lá bem das pernas em termos de audiência. 

O Rei com o filho Dudu Braga, que se apresentou com sua

banda e provocou emoção em Roberto e na plateia. Ima-
gem emprestada de Jconline no 10 uol.com.br.
Com Alejandro, uma parceria antiga, pela amizade e respectivo mútuo, o Rei cantou, elogiou a carreira do astro latino e, depois, o deixou no palco para falar e lançar o novo disco, do qual cantou uma musiquinha  chatinha, chatinha. Recebeu, ainda a afinadíssima cantora, Zizi Possi, com quem arriscou uma arrojada parceria, cantando em dueto o clássico Non Ti Scordar Di Me, mas claro, bem ensaiado e equilibrado para ninguém correr o risco de sair do tom. No final uma colher de chá para o filhão, Dudu Braga,  que é atualmente é baterista de uma banda, cujo  vocalista teve a honra de dividir sucessos do Rei com ele próprio, sob os aplausos generosos do público. Ah! Desta vez o encerramento não foi com a costumeira  convocação de Jesus Cristo: /Jesus Cristo/ Jesus Cristo eu estou aqui/. Mas foi pedindo paz, enquanto distribuía as suas rosas batizadas com o beijo mais esperado do ano, disputadas quase a tapa por homens e mulheres que formavam a plateia, todos convidados especiais e praticamente artistas e jornalistas da própria emissora. Se é o mesmo do mesmo mais uma vez  pouco importa. O show anual de Roberto Carlos tem gosto e cheiro de Natal. De Natais. De saudade de  todos os Natais de ontem e de hoje. E fim de papo!

Até mais amigos.





sexta-feira, 21 de dezembro de 2018

HABEAS CORPUS NO STF - A LIMINAR DO MINISTRO MARCO AURÉLIO


Boa noite amigos,


Ministro Marco Aurélio durante sessão ordinária no Supremo

Tribunal Federal. Imagem emprestada de O Globo.
A liminar de habeas-corpus concedida ao PC do B pelo Ministro Marco Aurélio do Supremo Tribunal Federal acena para mais um episódio de questionamentos e preocupações do país todo, diante de especulações que, falsas ou verdadeiras,  se apresentam como mais um golpe na já combalida insegurança jurídica em que se vive no país. Não fosse pelo conteúdo da decisão monocrática, que desconhece o princípio do colegiado e a interpretação recente da própria Corte Constitucional no sentido inverso (afinal 6 a 4 ou 10 a 0 já não importa na fixação da tese que representa a jurisprudência do Tribunal, como se sabe), o momento em que foi concedido (véspera de recesso forense e de  assunção do novo governo federal eleito),  oferece adicionais combustíveis àqueles que vaticinam contra o Estado democrático que o Brasil conquistou às duras penas, depois de um período revolucionário vintenário, de triste memória. A motivação para a decisão propalada pelo Ministro para a imprensa, segundo a qual, ao assumir o importante múnus, teria jurado cumprir a Constituição e não podia quebrar o seu voto, é pretensiosa, arrogante, senão irresponsável. A Constituição não é o que o Ministro pensa dela, mas o resultado, no nosso sistema político, da forma como a maioria dos Ministros investidos em dado momento histórico, como tais, na Corte Suprema, a interpretam. O mais é romantismo jurídico que não pode ser tolerado, ainda mais vindo de quem vem, isto é, de um Ministro com presunção de notável saber jurídico e conduta ilibada. Ainda bem que antes que a desastrosa decisão lograsse efeitos imediatos por todo o país, o Presidente da Corte Constitucional (justo ele, o ex-petista e advogado do partido, por muito anos, indicado para o Supremo pelo próprio ex-presidente Lula), interveio, para cassá-la, em nome do interesse público, na medida em que a liminar contrariava a própria decisão do Plenário, inúmeras vezes contrastadas pelos intermináveis habeas-corpus impetrados em benefício do ex-Presidente Lula e de outros condenados pela Lava Jato. E se diz irresponsável porque, segundo estimativas, a decisão colocaria em liberdade nada menos do que 170.000 condenados em segunda instância em todo o país,  que tivessem ou tenham algum “recursinho” protelatório dormindo nos escaninhos dos Tribunais Superiores. Seria possível – e quanto custaria ao país – reverter esse caos? Juro aos amigos que já há 10 dias aqui nos Estados Unidos, tinha assunto e material para escrever sobre dicas de férias e diversão. Fica para amanhã. Hoje vai essa minha reflexão e mais uma vez o meu lamento.

Boa noite a todos.


segunda-feira, 17 de dezembro de 2018

DAYTONA BEACH - OPÇÃO DE VISITA PERTO DE ORLANDO NA FLÓRIDA


Boa noite amigos,

Vista parcial das arquibancadas do World Center Of Racing,
capaz de abrigar 150.000 espectadores durante as corrida
e eventos. Foto do meu celular.

Quem está em Orlando na Flórida neste final de ano e vai permanecer por algum tempo, além do necessário para a visita à cidade e aos parques (são pelos menos 8 que não podem deixar de ser curtidos),  assim como para as compras nos Outlets da vida, pode experimentar uma viagem a Daytona Beach, cidade a 1 hora de distância e que tem alguns atrativos interessantes ao turista. O principal deles para os amantes das competições automobilísticas é a visita ao World Center Of Racing (Centro Mundial de Corridas), casa da NASCAR e palco das principais corridas da Stockar,  com um circuito oval, de 2,5 milhas ou 4,2 quilometros, sendo de  31 graus de inclinação nas curvas longas, 18 na curva que delimita a linha de largada e chegada e 2 graus nas retas. Há visitas de trinta, noventa ou cento e oitenta minutos, além de um programa em que você mesmo pode pilotar,  com preços que variam a partir de U$18 dólares para a mais barata, todas elas monitoradas.

No centro do pódio, meu neto Rafael com a bandeirinha de -

chegada e seu pai, meu genro, Renato. Foto do meu celular
que ficou boa e não custou nada.

O circuito chama a atenção pelo fato de que nele ocorreu o maior número de mortes em competições oficiais. 14 pilotos morreram durante as corridas em diferentes anos, desde 1.959, quando se deu a primeira competição pela chamada NASCAR 500. Durante a visita há paradas para fotos e o turista fica conhecendo praticamente todas as instalações do centro, incluindo as garagens dos veículos, as oficinas, as áreas de lazer e de alimentação para os espectadores antes ou depois das corridas e até o centro do pódio onde os pilotos vencedores recebem os seus troféus, com direito a uma foto que vai lhe custar U$25,00 dólares se quiser pagar, claro. Enquanto ocorre a visita, na pista oval, alguns pilotos se exibem com seus veículos a grandes velocidades, simulando, assim, o que acontece durante as competições, se a sua visita não se der em dia de competição real. No final é possível conhecer o Museu do Centro e bem assim adquirir uma infinidade de produtos com alusão a corridas e pilotos, entre roupas e artefatos,  principalmente réplicas das diferentes marcas e tipos de carros de corrida,  de todos os tamanhos e preços. 

Foto de Austin Dillon, atual campeão da -

NESCAR 500, na galeria dos vencedores
do tradicional campeonato, que se rea-
liza desde o ano de 1.959. Foto do meu
celular.
Há muitos e bons restaurantes na cidade, mais de 400, incluindo o tradicional Outback, onde nós optamos por almoçar. Outra atração lembrada pelos anfitriões são as praias de águas cristalinas e areia branca da localidade, embora no Brasil tenhamos muitas iguais e centenas delas melhores.

Por fim, uma dica importante. Se você for pedir vinho em taça (os Reds da California, Cabernet Savignon são ótimos), vão lhe perguntar qual a dose que pretende entre três disponíveis. Se você escolher a menor, receberá uma dose tão "íntima" que vai pensar que é gozação do garçon. Mas não é, não. Por isso opte pela maior. Ela não chega a meia taça tá! 









                                                                   
Olha aí a taça com a dose mínima. Valeu!














Até mais amigos.





quinta-feira, 13 de dezembro de 2018

FALA SÉRIO MÃE!


Amigos, 

Da esquerda para a direita, o ator irlandês, Michael J. Gam

bon, no papel de Albus Dumbledore, diretor e professor da
Escola de Hogwarts na série Harry Potter, e sem a maquia-
gem do personagem. Imagem emprestada de Today Show.
Sobre a essencialidade do amor:

Com autoridade de diretor e professor de Poções Mágicas e Feitiçaria da Escola de Hogwarts., e a experiência de seus supostos mais de 1.000 anos de vida, Dumbledore  ensina a Harry Potter e seus colegas:  “Não tenha pena dos mortos, tenha pena dos vivos que vivem sem amor”.

Boa tarde:

O longa “Fala Serio, Mãe” surgiu, no final do ano passado,  como um dos favoritos  a fazer frente aos americanos de aventura, em bilheteria. Baseado no livro de Thalita Rebouças, com um roteiro longe da originalidade, mas simpático à classe média da família brasileira, o filme narra o envolvimento, o carinho e a superproteção da mãe Angela Cristina (Ingrid Guimarães) em relação à filha Malú (Larissa Manoela na adolescência), no Rio de Janeiro do século XXI. Ensaiei meses para ir ao cinema ver o longa, que não era, nem de longe, confesso, prioridade no meu apertado tempo, e não consegui. Aproveitei as 8 horas de distância entre Campinas e Orlando, na semana passada, para ver o filme, uma das ofertas da companhia aérea. E no geral gostei. A crítica ficou no meio termo e acho que exatamente essa é a verdade do longa, com pontos positivos e negativos. Se a direção de Pedro Vasconcelos se perde um pouco, em certa medida, a atuação das protagonistas é, sem dúvida, o ponto alto da película, revelando o surgimento de uma dupla de muita química entre Ingrid e Larissa, tanto assim que já  se manifestou a pretensão de um número 2 para o ano que vem, talvez. Ingrid por sua vez revela, especialmente neste filme, o seu talento inegável para além da comédia, o que, como se sabe, trata-se de gênero difícil, que ela sempre dominou.

As atrizes Ingrid Guimarães e Larissa Manoela, respectiva
mente mãe e filha, com muita química e emoção no longa
Fala Sèrio Mãe! Imagem emprestada de Cosmonert.
Se há concessões para os clichês, uma irresistível tendência para a inserção do humor escatológico (há felizmente uma única cena  em que se explora a dúvida de autoria sobre  uma “flatulência” espontânea que contamina o ambiente num elevador), a grande parceria entre as atrizes garante a emoção indispensável para que o espectador saía do cinema simpático ao filme e se ele for mais sensível, até com uma lágrima escorrendo pela face. Fórmula que justifica os mais de três milhões de espectadores, que deixaram na bilheteria cerca de 40 milhões de reais. Arrisque sim! 


P.S. (1) Ingrid Guimarães é realmente uma atriz e roteirista de sucesso no cinema. As comédias De Pernas Pro Ar 1 e 2 e o longa Loucas para Casar, levaram juntas mais de 10 milhões de espectadores
aos cinemas de todo o país;

P.S. (2) Não sei porque os críticos de uma maneira geral criticam os clichês? Claro que louvamos a originalidade de qualquer obra de arte. Mas os clichês, como a rotina da vida, fazem parte dela e a sua reprodução bem feita aproximam o autor e a obra de nós todos, tornando-a mais humana. E é bom se sentir humano e emocionalmente sensível para ver se alguém nos dá carinho, atenção e colo.


terça-feira, 11 de dezembro de 2018

DJAVAN - UMA HOMENAGEM


Boa tarde amigos,

Em imagem emprestada de observatório de televisão, da
esquerda para a direita Ivete Sangalo, Djavan, Iza e -
Thiaguinho, na homenagem prestada ao composi-
tor pelo programa Altas Horas.

Chegamos no domingo aqui em Orlando, na Flórida, para uma temporada de férias. O assunto ainda são os últimos dias no Brasil. Achei muito feliz e oportuna a homenagem que a direção e o apresentador, Serginho Groisman, prestaram, no último sábado, no programa  ALTAS HORAS, da Rede Globo,  a um dos mais importantes cantores, músicos e compositores da nossa  versátil e  universalmente reverenciada  música popular brasileira. O alvo, o nordestino  DJAVAN, autor de raridades musicais e poéticas como Oceano; Lilás; Jogral; Flor de Lis; Um Amor Puro; Faltando um Pedaço; Meu Bem Querer; Sina; Dupla Traição; Luz, dentre outras. Dono de uma carreira que tangencia à unanimidade entre críticos de arte de todo o mundo, o músico recebeu os convidados todos cantores de reconhecido sucesso e estilos diversificados:  Iza, Vanessa da Mata, Thiaguinho, Pablo, Emicida, Xanddy e Ivete Sangalo, que ao longo do programa deram vida e voz a sucessos do homenageado, - sob acompanhamento e aplausos da jovem plateia, que mostrou conhecer o vasto repertório de Djavan, incluindo canções das décadas de 70 e 80,  certamente anteriores ao nascimento da grande maioria da galera, auditório incrementado com a presença de gente ilustre, como o jornalista Pedro Bial que fez questão de acompanhar o filho, também cantor.  Tietagem de todo lado, o compositor não se cansou de ressaltar a sua emoção diante do que considerou uma das mais expressivas homenagens ao seu talento e à sua história. Vale lembrar que o artista  foi inúmeras vezes indicado ao Grammy Latino e conquistou, em 2.016 uma das estatuetas pelo conjunto de sua relevante obra. Suas canções foram gravadas em português, espanhol e inglês, por gente da pesada como  Caetano Veloso, Maria Bethania, Nana Caymmi, Steve Wonder.   Prestes a completar 70 anos em janeiro, Djavan está lançando novo CD  (Vesúvio), com composições inéditas, algumas apresentadas na oportunidade, ao público. 

A cantora Vanessa da Mata, fã incondicional de Djavan, can-
tou e encantou um dos sucessos do compositor. Imagem --
Globoplay.
O programa  inteiramente dedicado ao cantor agradou aos fãs de todo o Brasil conhecer  particularidades  da trajetória cheia de curiosidades e dificuldades da vitoriosa carreira do artista e  relembrar, cantarolando, suas composições,  de diferentes tempos e ritmos, muitas das quais marcando momentos especiais da vida da gente e  aberturas e personagens de telenovelas de sucesso da televisão brasileira do século passado e deste.  
Programa imperdível. E eu só não perdi por um feliz acaso. Estou saindo para mais uma visitinha aos parques de Orlando. Hoje, num frio de 7 graus, vamos ao Hollywood Studios, um espaço relativamente pequeno diante dos outros. Melhor. Já estou cansado.


Até mais amigos.





sábado, 10 de novembro de 2018

UM LUGAR CHAMADO BOSQUE DOS JEQUITIBÁS EM CAMPINAS.

Bom dia amigos,

Entrada do Bosque com o resgate das cores originais em 

amarelo e branco. Fotos do meu celular.
Há muitos anos que não ia ao Bosque. São muitos os parques pela cidade, mas por Bosque entende-se mesmo, aqui na terrinha,  aquele no entorno da Avenida Aquidabã, único a oferecer, além da vasta mata, um mini zoológico, trenzinho, pista de corrida, aquário e teatro especializado em peças infantis. Encontrei-o com as mesmas características dos tempos da minha infância, ressalvadas algumas obras novas e outras restauradas. Gostei de ver a limpeza e a restauração e pintura da sede administrativa.  Permaneci na parte de cima onde se situam as atrações como o aquário municipal,  o teatro infantil, a Casa de Animais Interessantes e  as lanchonetes. E, ainda, o play ground, onde crianças aproveitam os equipamentos para se entreterem, usando o corpo, coisa rara nos tempos modernos, em que prevalecem as atrações virtuais oferecidas nos computadores, tablets e celulares da vida.[1]  

O menino Artur com os familiares, demonstrando sua
alegria espontânea na visita ao espaço cheio de novida
des e encantamento para os baixinhos. Foto do meu ce
lular.
O bosque continua com cheiro e jeito da minha infância dos anos 50/60. Testemunhas desse passado são os bancos de cimento espalhados ao longo da alameda de entrada, cada um deles com a propaganda original de seu patrocinador. Há referências a lojas e fornecedores extintos hoje, com os respectivos endereços e telefones.  Noto num deles  a existência de uma indicação, ao lado do endereço,  de que se situa ao lado do Rinque. 





Banco da época da inauguração com destaque para a

localização da loja (pegado ao Rinque). O número do
telefone da época tinha quatro algarismos apenas. Foto
do meu celular.
Para quem não sabe o Rinque (ou Rink), era um famoso cinema de Campinas, cujo prédio  desabou sobre centenas de espectadores, no dia 16 de setembro de 1.951, durante uma disputada sessão matinal, desastre que resultou em 25 mortos e mais de 400 feridos, protagonizando uma das mais sérias tragédias da cidade de Campinas. Na vasta área de 110.000 km2. o bosque dos jequitibás continua sendo o segundo maior parque da cidade, só perdendo para o Parque Portugal (Lagoa do Taquaral), e recebe cerca de um milhão de visitantes por ano, dentre os quais jovens, adultos e idosos, que elegem o espaço para as caminhadas e exercícios físicos rotineiros, ou simplesmente, para lazer e descanso,  no que são espionados pelas aves, animais de várias espécies e os esquilinhos, delicados mas rápidos, parecendo disputar prova de velocidade com as pessoas.
Barraca defronte à sede administrativa. Foto do meu celu-
lar.
Tudo com muito verde, com muito ar puro, com a simplicidade marcante da natureza pouco alterada pelas obras pequenas e espalhadas e que, por isso mesmo, mantém aquele precioso cheiro e gosto da infância perdida, conservada, porém,  na nossa memória afetiva. Se nunca foi, vá. E curta. Não precisa dinheiro, senão para comprar um lanchinho ou refrigerante, que você pode, se preferir ou não puder gastar, levar de casa. Não prive as crianças desse programa. E da democracia absoluta desse espaço para todos os bolsos e até para quem não tem bolso nenhum.


Bom final de semana.


Vista da belíssima Avenidade (Alameda) principal. Foto do

meu celular.
P.S. (1) O Bosque dos Jequitibás foi inaugurado em 1.884, mas adquirido pelo Poder Público em 1.915. Trata-se de um fragmento da mata nativa preservado em pleno centro urbano de Campinas, com área verde de 110 mil metros quadrados de reserva florestal. Abriga cerca de 400 espécies de plantas e 200 de animais, entre aves, répteis e mamíferos;

P.S. (2) O Bosque dos Jequitibás foi tombado pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico (Condephaat) e pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico Cultural de Campinas (Condepaac);

Placas indicativas do acesso aos vários instrumentos de
diversão. Foto do meu celular.

P.S. (3) A última grande reforma aconteceu nos anos de 2.015/2.016, ao ensejo do centenário de sua inauguração, pelo Prefeito atual, Jonas Donizetti, ocasião em que a fachada readquiriu as cores originais e foi criado o Centro de Educação Ambiental. O Bosque se situa na Rua Coronel Quirino, n. 02, Centro – Tel: (19) 3231-8795. Permanece aberto das 6,00 às 18,00 horas de segunda a domingo. A entrada é franca.






[1] O sedentarismo em que vivem essas crianças e adolescentes nos dias que correm tem sido responsável pelo significativo aumento de obesidade e suas consequências nessa faixa etária, um problema mundial.

sábado, 3 de novembro de 2018

E O FORTALEZA ESTÁ DE VOLTA Á ELITE DO FUTEBOL BRASILEIRO. COM MÉRITOS!

Amigos,
O hoje treinador do Fortaleza, o ex-goleiro ilustre Rogério
Ceni colhendo os primeiros bons frutos na sua nova ati-
vidade. Imagem emprestada de Gazeta Esportiva.


O Fortaleza está de volta à elite do futebol brasileiro, com quatro rodadas de antecedência para o final da série B, depois de 12 anos de sua queda. E, provavelmente, será também o campeão da segundona, título que pela primeira vez, sendo confirmado, irá para uma equipe do Ceará. Como nada é por acaso, também no futebol, os méritos vão todos para todos. Isso mesmo. Diretoria que investiu e garantiu a tranqüilidade da equipe ao longo da competição. Técnico Rogério Ceni que soube montar, treinar e dar a essa equipe sem grandes craques, o padrão de jogo coletivo,  que manteve na competição, desde o começo, tanto que jamais deixou de figurar no G-4 nas 35 rodadas até hoje disputadas. E sempre com folga. A torcida pode comemorar e muito.

O goleiro Marcelo Boeck homenageando seus colegas da
Chapecoense mortos no acidente área de 2.016. Imagem 
emprestada de Uol.com.br
O Leão está de volta e promete investir mais para desta vez ficar na elite o quanto puder. No final da partida em Goiânia, com a vitória sobre o Atlético Goianiense, por 2 a 1 e destacada atuação do goleiro Marcelo Boeck, a emoção tomou conta dos jogadores em campo, do banco e da torcida que foi ao campo dar força ao time. Parabéns a todos os que, com visão e mérito, escreveram mais essa página bonita, na história do Fortaleza.

Até amigos.

P.S. (1)  O goleiro Marcelo Boeck se livrou de última hora de embarcar para a Colômbia no voo trágico que vitimou toda a equipe da  Chapecoense, além de profissionais da imprensa e tripulação no ano de 2.016. Ele perdera, durante o campeonato, a titularidade para o goleiro Danilo, mas estaria escalado para viajar com a equipe. De última hora, o técnico decidiu levar apenas dois goleiros e ele ficou. Coisas do destino. Ou de Deus. Hoje, transferido para o Fortaleza, vive a alegria do acesso. 


domingo, 21 de outubro de 2018

NUM DIA DE DOMINGO... É VIDA QUE SEGUE

“O dia se renova todo dia
Eu envelheço cada dia e cada mês
O mundo passa por mim todos os dias
Enquanto eu passo pelo mundo uma vez”  
O MUNDO É ASSIM.

O encantador menino Felipe, regendo o ola

nas arquibancadas da festa do Colégio  -
Visconde de Porto Seguro. Um sucesso
de simpatia e alegria.

Sacanagem?  Mas o Mundo é Assim,  como um dia anunciou a Velha Guarda da Portela.  Não há compensação, nem proporcionalidade. Enquanto o mundo se renova a cada dia,  eu, você, os supostos privilegiados da raça humana, vão envelhecendo para morrer a qualquer hora, a qualquer dia, num dia de domingo talvez, sem que os amigos, os conhecidos, os inimigos, fiquem sabendo. Melhor partir assim sem comunicação, sem amolação, meio anonimamente. Sem atrapalhar o lazer dos outros.  Afinal,  Domingo é dia de ganhar o mundo fora de casa, sozinho, com um ou vários amigos, com a família, esquecer os problemas, as tristezas e perdas. Dia de  fazer de conta que  a vida  é um permanente faz-de-conta. É vida que segue.

Boa tarde amigos,

°  O Colégio Visconde de Porto Seguro, onde estuda o meu neto Rafael, completou 140 anos de existência no Brasil,  e ontem, pela manhã,  estivemos na unidade de Valinhos (os pais e os avôs paternos e maternos) para comemorar, com  a administração, dirigentes, professores, funcionários em geral e alunos de todas as séries essa longa e profícua existência. A instituição, que tem origem na Alemanha, é particular e cobra regiamente pelo ensino e formação de qualidade que oferece, juntando, segundo apregoa,   o melhor das culturas brasileira e alemã.  Deveras /como diria um dos congelados de 132 anos da novela da Globo, o Tempo não Pára,/  um de seus objetivos é preparar os seus alunos para que, se quiserem, possam completar seus estudos universitários e de pós-graduação na Alemanha,  sem dificuldades ou estranhamentos. 

Banca do Seu Nildo, na feira de artesanato

do Cambuí, com oferta de álbuns e moe-
das de todos os tempos e países, para-
colecionadores ou interessados.
Por isso,  no currículo de todas as séries, se incluem as disciplinas de línguas inglesa e alemã. Após a solenidade, alunos e familiares se juntaram na imensa área verde, onde toalhas se abriram para acomodar cestas com guloseimas, dando lugar a um picnic,  à luz do dia. Foi tudo muito organizado, menos eu que não levei boné, nem me protegi com bronzeador,  e hoje padeço com a careca, o rosto e aquela área das costas descoberta, próxima do pescoço, vermelhos e ardidos. E com a lembrança do sol das onze horas, cuja candência foi dissimulada por um ventinho sem-vergonha. O que não se faz pelos netos, hein!
 
Leão, símbolo do Fortaleza, na grande festa dos 100 anos

do clube que lotou o Estádio Castelão na capital do -
Ceará para o jogo com o Paysandú.








 ° O   Fortaleza, do técnico Rogério Ceni, líder da série B do Brasileiro, desde o início da competição, comemorou ontem, o centenário, antes do jogo com o Paysandu, adversário que venceu, com dificuldades, com um único gol marcado quase no início da prorrogação do segundo tempo, pelo atacante Gustavo. Os fanáticos torcedores fizeram uma festa de arrepiar no Castelão absolutamente lotado. Os mais de 57.000 presentes proporcionaram o maior público do Estádio no ano, superando os mais de 52.000 torcedores que foram assistir, no mesmo estádio,  à partida entre Ceará e  Flamengo, pela série A do Brasileirão. Virtualmente com uma das vagas assegurada, o Fortaleza  estará na elite do ano que vem, invertendo, também muito provavelmente, a posição, com o seu rival Ceará, que hoje ocupa a zona de rebaixamento da série A. É assim o futebol, como a vida, com altos e baixos. Mas o que vale mesmo é o exemplo  daquela imensa torcida unida e  cheia de esperança,  cantando o hino nacional brasileiro e o de seu clube, de forma solidária, sem agressões ou rivalidades, a menos de oito dias do segundo turno da eleição presidencial,  marcada infelizmente pelo desrespeito e intolerância de parcela ponderável do povo, de todos os segmentos, que clama por melhores dias para essa nação em crise. Oxalá possamos superar as adversidades,devolvendo a esse povo a marca que sempre o notabilizou: a de um povo pacífico e generoso, que antes de tudo, acolhe o seu irmão, sem exigir qualquer condição ou reciprocidade. Oxalá!
A encantadora Vitória Valentina Rodrigues,

filha do casal Gilberto Rodrigues de Souza
e Dayane Valentina Santos. Gilberto ou Be
tinho como é chamado pelos seus colegas,
é garçom do Filet & Cia. e nos serve, as-
sim como a vasta freguesia há mais de -
cinco anos.

° A feira de artesanato que acontece todos os sábados e domingos no Centro de Convivência Cultural aqui em Campinas, no bairro do Cambuí, continua sendo uma bela  opção de encontro, curiosidades e diversidades. Músicas e músicos, palhaços e mágicos, barracas de tudo quanto se possa imaginar, com produtos que a mente humana criativa possa construir, sem a presença da industrialização ou das trapaças do mundo digital. Arte e magia nos quadros dos pintores,gastronomia brasileira de todos os Estados e estrangeira para levar para casa ou comer ali, nas mesas espalhadas pelo parque e relíquias nas barracas que vendem ou compram coisas do passado, sejam bibelôs ou discos de vinil se juntam num clima de alegria e camaradagem. 





Da esquerda para a direita a menina Letícia, filha dos amigos

Cláudio e Mônica Pires, Renato Schmidt, meu genro, meu
neto Rafael e minha filha Samira Furlan Miguel no encon-
tro comemorativo do 140º aniversário do Colégio Vis-
conde de Porto Seguro, em Valinhos.
Na banca do simpático Nildo pode-se comprar ou vender moedas de todos os tempos e países para colecionadores. E também é ponto de troca ou venda e compra de figurinhas dos álbuns da Copa e do Campeonato Brasileiro. Um passeio saudável para todas as idades.

 No entorno, tem pizzaria, supermercado, banca de revistas, posto da Polícia Militar, o charmoso Franz’Café e, ainda, do lado da Júlio de Mesquita, o City Bar, com as mesas lotadas, espalhadas pela calçada. 
Enfim, um espaço delicioso onde todas as tribos convivem democraticamente.

Até mais amigos.